Download Livros e eBooks

A vertigem por um fio: Políticas da subjetividade contemporânea

Cartografa direções insuspeitas da subjetividade que, desterritorializadas pelo capital, escapam às suas capturas, à “axiomática do próprio capital”, na linguagem de Gilles Deleuze e Félix Guattari, afinidades teóricas do autor. Persegue, assim, o ainda não domado, novos “outramentos”, agenciamentos inusitados do desejo. Sem postular identidades, sonda a vida que, a um fio da vertigem, ex-perimentando-se a si mesma, opõe-se, no seu ácido achado, à “gorda saúde dominante”.
O tema central é a relação entre o tempo e a subjetividade na contemporaneidade, a produção de novas imagens de tempo. Nos estados em que a subjetividade é pura produção desejante, engendram-se novas configurações de tempo que se evidenciam, segundo o autor, sobretudo na literatura, em certa filosofia, ou nos colapsos subjetivos. Em tais estados, de produtividade imprevista, essas imagens, até então enigmas, ganham nitidez inaudita.

Tudo neste livro, que dissolve os limites entre literatura, filosofia e psicanálise, transtorna o leitor. Em A Vertigem por um Fio, Pelbart indicia, em 19 ensaios, políticas da subjetividade, acusando, ao modo sismográfico, gestos gestados, ainda não gessados, de reinvenção da vida. Cartografa direções insuspeitas da subjetividade que, desterritorializadas pelo capital, escapam às suas capturas, à “axiomática do próprio capital”, na linguagem de Gilles Deleuze e Félix Guattari, afinidades teóricas do autor. Persegue, assim, o ainda não domado, novos “outramentos”, agenciamentos inusitados do desejo. Sem postular identidades, sonda a vida que, a um fio da vertigem, ex-perimentando-se a si mesma, opõe-se, no seu ácido achado, à “gorda saúde dominante”. O tema central é a relação entre o tempo e a subjetividade na contemporaneidade, a produção de novas imagens de tempo. Nos estados em que a subjetividade é pura produção desejante, engendram-se novas configurações de tempo que se evidenciam, segundo o autor, sobretudo na literatura, em certa filosofia, ou nos colapsos subjetivos. Em tais estados, de produtividade imprevista, essas imagens, até então enigmas, ganham nitidez inaudita.

Nascimento Fabbrin

Autor: Peter Pál Pelbart

Publicação original:2000

Editora: Iluminuras

Idioma: Português

Link para download:

http://www.4shared.com/document/zzTJOzEw/Peter_Pelbart_-_Vertigem_por_u.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s