Download Livros e eBooks

História e Infância

Os seis estudos que compõe este trabalho são variaçōes de temas recorrentes no pensamento de Giorgio Agamben. Um dos principais motes retomados e reelaborados ao longo do livro pode ser resumido na seguinte questão: a experiência é ainda possível para o homem moderno? Tal questionamento pede uma definição do sujeito do conhecimento e leva-nos a acompanhar a evolução desse conceito na cultura ocidental, do pensamento clássico à construção do ego cogito (“eu penso”) cartesiano.  Apoiado nos estudos de Benveniste sobre as pessoas no discurso, Agamben aponta a consistência puramente lingüística desse sujeito. A experiência que está na base dessa investigação torna-se então um experimento com a língua. A questão fundamental agora é: o que significa a expressão “existe linguagem”? o que significa “eu falo”?

Esta indagação dos limites da linguagem (e, portanto, de nosso próprio pensamento) não tem como meta um inefável que a linguagem pressuporia para poder significar, mas é uma experiência da língua em sua auto-referencialidade. Inspirado no projeto benjaminiano de “uma puríssima eliminação do indizível na linguagem”, a aposta de Agamben é que seria possível de indicar o lugar lógico de uma in-fância do homem, de uma dimensão transcendental anterior à palavra. Segundo o autor, esta in-fância situa-se exatamente na fratura que marca irremediavelmente a linguagem humana, que marca a diferença entre língua e discurso.

A língua que separa estas instâncias da palavra reproduz, em outro nível, aquela que divide natureza e cultura. Há um abismo intransponível entre a língua indivisa dos animais e a linguagem humana. Porém, a crença em uma mitológica passagem do Éden a Babel como um evento mais ou menos remoto é insustentável: na realidade, a historicidade do homem tem lugar na ruptura que inaugura a sua linguagem. Se esta não se encontra desde sempre cindida em língua e fala, se o homem fosse sempre falando em sua língua una e nāo decomposta, nāo seria possível encontrar em parte alguma encontrar a descontinuidade e a diferença que permitem a constituição de uma história e um saber humanos.

Henrique Borigo

Autor: Giorgio Agamben

Publicação original: 1978

Editora: Editora UFMG

Idioma: Português

Link para download:

http://www.4shared.com/document/pdkaRo_M/Agamben_-_Histria_e_Infncia.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s